Referências

17 teses e dissertações sobre trabalho defendidas em 2019 no Brasil

Plataformas, empreendedorismo,, saúde, mídias alternativas e terceirizados são alguns dos temas

Esta é a primeira de algumas listas que produziremos sobre pesquisas brasileiras realizadas em 2019. Por isso, já avisamos: aqui está faltando muita coisa!

Optamos por assumir que estamos trazendo somente um pouquinho de tanta coisa boa que foi produzida no Brasil ano passado e prometemos fazer outras listas com indicações (com a ajuda de vocês).  Há até as pesquisas que achamos, mas ainda não estão disponíveis on line (e estamos ansiosamente esperando para lê-las!).

Depois das indicações de livros sobre trabalho digital, recomendamos 17 pesquisas brasileiras de mestrado ou doutorado defendidas em 2019. A mesma regra da lista anterior vale para essa: a ordem é aleatória!

Entre os temas:

  • plataformas digitais em meio a questões de monopólios, conglomerados e propriedade intelectual, incluindo debates sobre trabalho digital e plataformas de microtrabalho;
  • trabalho de jornalistas em mídias alternativas;
  • apropriação do discurso empreendedor pelas camadas populares, os diversos usos da MEI, e afroempreendedorismo;
  • sofrimento ético e saúde no trabalho;
  • homens trans no mercado de trabalho;
  • condições de trabalho de terceirizados, trabalho dos carregadores do CEAGESP e regimes de produção no Walmart.

 

1. A empresa de si mesmo: a assimilação do discurso empreendedor pelas camadas populares brasileiras – Brauner Geraldo Cruz Junior (UFABC)

 

2. Balanço da produção acadêmica brasileira sobre condições e relações de trabalho dos terceirizados – Adriana Marcia Marcolino (USP)

 

3. Dá um like, se inscreve no canal e compartilha o vídeo: um estudo sociológico sobre o trabalho e as novas tecnologias digitais no Youtube Brasil – Lucas Hertzog (UFRGS)

 

4. A redação virtual e as rotinas produtivas nos novos arranjos econômicos alternativos às corporações de mídia – Ana Flávia Marques da Silva (USP)

 

5. Tecnologia, informação e poder: das plataformas online aos monopólios digitais – Jonas Valente (UnB)

 

6. “Custo baixo todo dia”: redes globais de produção e regime de trabalho no Walmart Brasil – Patrícia Rocha Lemos (UNICAMP)

 

7. Capitalismo de plataforma e direito do trabalho: crowdwork e trabalho sob demanda por meio de aplicativos – Renan Bernardi Kalil (USP)

 

8. Redes sociais na internet e a economia étnica: um estudo sobre o afroempreendedorismo no Brasil – Taís Silva Oliveira (UFABC)

 

9. O panorama atual das perícias em trabalho-saúde no Brasil: a construção das perícias em saúde do trabalhador – Bruno Chapadeiro Ribeiro (UNICAMP)

 

10. Diversidade de gênero no trabalho: trajetórias de inserção e permanência de homens trans no mercado de trabalho – Carolina Gonçalves Santos de Brito (UERJ)

 

11. A comunicação no mundo do trabalho dos carregadores da CEAGESP – Jamir Osvaldo Kinoshita (USP)

 

12. Fora do eixo, dentro da lógica do capital: uma análise sobre as relações de trabalho do circuito cultural Fora do Eixo – Amanda Teixeira Silveira (UFES)

 

13. Reestruturações produtivas no mundo do trabalho dos jornalistas: precariedade, tecnologia e manifestações da identidade profissional – Thales Vilela Lelo (UNICAMP)

 

14. Habitando a distribuição de entretenimento: regimes de propriedade intelectual, a tecnologia streaming e a “pirataria” digital em coautoria – Andressa Nunes Soilo (UFRGS)

 

15. Foto coletivos e o retrato de seu tempo: fotojornalistas em arranjos alternativos no contexto de reestruturação do processo produtivo do capital – Eduardo Viné Boldt (FIAM-FAAM)

 

16. Conglomerados midiáticos regionais: os meios de comunicação como meios de produção na territorialização do capital – Janaina Visibeli Barros (USP)

 

17. Empresários em um clique: um estudo sobre os usos diversificados do estatuto do microempreendedor individual – Filipe Vincensi Duarte (UFRGS)

 

Você conhece outras teses e dissertações sobre trabalho defendidas em 2019? Manda pra gente! Em breve, mais uma lista!

11 comentários

  1. Bom dia. Defendi minha dissertação “Lesões extrapatrimoniais nas reformas trabalhistas: uma análise interseccional (PUC-Rio)” em 2019. Como faço para enviar?

    Curtir

  2. Minha dissertação de mestrado foi sobre as condições de trabalho e a saúde dos motoristas do transporte coletivo em Florianópolis. Título. As condições de trabalho e a saúde dos/das motoristas do transporte coletivo de ônibus na ilha da magia.

    Curtir

  3. PARABÉNS pela iniciativa. Orientamos (eu Sergio M Paulino de Carvalho e Patricia P Peralta) a aluna do Curso de Mestrado Profissional do Prograna de Propriedade Intelectual e Inovacao do INPI Antonella Roriz na dissertação “Experiência-piloto de teletrabalho para os Tecnologistas do Instituto Nacional da Propriedade Industrial: impactos na produtividade, desempenho institucional e qualidade de vida no trabalho.” Ganhou o prêmio Casa Firjan (Concurso SENAI IEL N° 002/2019) tema Futuro do Trabalho.

    Curtir

    1. Sim, Glauber. Por essa e outras questões estamos preparando outras listas – e deixamos claro que esta era uma indicação inicial. Você tem sugestões de outras regiões?

      Curtir

  4. Vou encaminhar a minha dissertação também, intitulada ESCOLA PRECÁRIA: CONTRATOS TEMPORÁRIOS, TERCEIRIZAÇÃO NA ESCOLA PÚBLICA E AS IMPLICAÇÕES NO TRABALHO DAS PROFESSORAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

    Curtir

Deixe uma resposta para Leandro Nunes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: